Tempo na internet: qual a medida? (Portal Nestlé)



Divertir-se on-line, mas sem abrir mão dos outros prazeres e obrigações, é o segredo para conseguir uma vida mais equilibrada.

Passar horas na internet todos os dias pode parecer ser divertido, mas para ter uma vida mais equilibrada e saudável, é preciso reservar tempo para outras atividades, como ler um livro, uma revista, conversar pessoalmente com os amigos e a família, estudar, praticar exercícios físicos, sair para dançar, ir ao cinema, ao clube. Enfim, conviver com o mundo real.

Segundo a psicóloga Luciana Ruffo, do Núcleo de Pesquisa em Psicologia e Informática da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, que estuda a interação das pessoas com a tecnologia, é consenso entre os estudiosos que a internet é uma ferramenta maravilhosa para os estudos, o conhecimento e os relacionamentos. Porém, ela deve ser usada com moderação: se a pessoa não precisa da internet para fins profissionais, não há motivo para passar oito ou dez horas na frente do computador.

Ou seja, o tempo dedicado à internet deve ser o mesmo que você reservaria para outras atividades, como estudar para uma prova ou conversar com os amigos. E, para saber se você anda exagerando, se faça algumas perguntas: Você abre mão de sair para a balada para ficar em casa online? Quando perguntam quantas horas você passa na internet, você costuma mentir e dizer menos horas? Faz suas refeições na frente do computador? Tem mais amigos virtuais que reais?

Se você respondeu sim a todas às perguntas, ou à maioria delas, provavelmente está passando um tempo excessivo à frente do computador. Todo tipo de excesso em nossas vidas deve ser questionado, inclusive esse. Se você já prefere ficar na internet a qualquer programa, pode estar com um problema que deve ser atacado. Lembre-se que relegar outras atividades ao esquecimento limita sua vida social e suas descobertas.

Além disso, passar horas seguidas em frente ao computador gera um grande estresse emocional e físico. A pessoa fica cansada e tensa e, muitas vezes, sofre problemas nos tendões, como tendinite e LER (lesão por esforço repetitivo)… O melhor é manter a diversificação de atividades em sua vida e conviver com pessoas e gostos diferentes. É importante buscar o que há de melhor em cada uma das atividades.

Aproveite tudo o que a internet tem de bom, mas fique longe dos exageros!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo