Posted by Dayane Iglesias |

O que fazer quando você ainda não tem um produto/serviço no mercado e não sabe exatamente quem são as pessoas para quem você venderá?
Não se desespere! Este tópico é exatamente para isso. Vamos te ajudar a criar a sua persona, mesmo que você ainda não tenha clientes. Dessa forma, você conseguirá começar um negócio com o foco voltado para o seu consumidor e o que ele precisa.
1. Defina sua área de atuação
Se você está começando agora, que tal pensar em um produto/serviço que você já conhece bem?
Quando você já tem facilidade com algum tema, é provável que seja mais fácil falar sobre ele. Você com certeza terá vantagens ao criar seu conteúdo voltado para alguma área conhecida, porque estará em um nicho que domina.
Depois que você decidir sobre o que falará, qual será sua área de atuação, e começar a postar seu conteúdo, você perceberá quem são as pessoas que acessam mais seu material. Mesmo que eles não tenham comprado nada em sua página de vendas ainda, você já terá informações sobre quem são as pessoas que mais se interessam pelo que você fala.
2. Interaja com as pessoas
Para entender melhor o que os seu clientes em potencial precisam, quais são suas dores que ainda não têm solução, você precisa conversar com eles. Mas antes de já apresentar suas propostas, que tal interagir como um consumidor também?
No tópico anterior, mostramos como é importante você definir qual será o seu nicho. Depois disso feito, você pode procurar fóruns que estejam relacionados a sua área de atuação.
O Facebook é uma ótima rede social para isso. Lá, você encontra grupos voltados para diversos nichos específicos. Aproveite os fóruns de perguntas nesses grupos e analise o perfil das pessoas que estão lá, assim, você consegue definir quem seria a sua persona.
3. Utilize Audience Insights
Ainda falando sobre Facebook, esta rede social tem uma ferramenta que pode te ajudar muito se você não tiver sua persona definida. Audience insight é uma ferramenta que consegue te mostrar quem são as pessoas que procuram por produtos/serviços parecidos com o que você quer vender. E como isso é feito?
Suponha que você queira vender livros digitais, conhecidos como ebooks. Se esse for seu nicho, você sabe que a Amazon é uma das grandes marcas desse nicho. Então, para entender melhor o público que você pode alcançar, entre na página do Facebook da Amazon e veja quem segue este perfil.
Depois, entre no Audience Insights e preencha com informações que você coletou das pessoas que procuram por ebooks. É bem provável que aparecerá a informação das principais categorias que aquele público pré-mapeado segue, como a página da Amazon.
Com essa ferramenta você conseguirá informações como idade, gênero e áreas de interesse das pessoas que estão naquela página.
Para usar o Audience Insights, você precisa:
1.    Entrar no Facebook Audience Insights;
2.    Escolher o tipo de público para ser analisado (“Todos no Facebook”);
3.    Utilizar os filtros do lado esquerdo da tela para direcionar melhor sua pesquisa. Nesses filtros, você consegue marcar a localização, idade, gênero, interesses e páginas as quais as pessoas estão conectadas;
4.    Clicar em salvar. Pronto! Você terá informações de diversas pessoas que acessam conteúdos semelhantes aos que você quer divulgar.
4. Crie formulários de pesquisa
Outra maneira para criar uma persona é fazer formulários de pesquisas para que as pessoas respondam. Nesses formulários, você precisa colocar perguntas sociodemográficas, mas não pode se esquecer de informações comportamentais e psicográficas.
Disponibilize seus formulários em fóruns sobre o seu nicho, na sua página do Facebook e em seu blog (se você já tiver um). Depois de um tempo e uma quantidade razoável respondida, analise as respostas para entender o perfil do seu comprador ideal.
Nesse tipo de estratégia, você precisa tomar 2 cuidados muito importantes:
1.    Não faça perguntas demais. Caso seu formulário fique muito grande, pode ser que as pessoas não tenham vontade de responder. Além disso, quanto mais perguntas, mais dados você terá que analisar.
2.    Pense com cuidado no tamanho da sua amostra. Você precisa equilibrar bem a quantidade de formulários que analisará. Não pegue uma amostra muito pequena (por exemplo, 20 pessoas), nem uma muito grande (como 2.000 pessoas). Você pode começar com uma amostra de 100 pessoas, por exemplo, e se sentir necessidade, pode aumentar essa quantidade depois.
5. Lance o seu produto
Lançar o seu produto é algo que pode te ajudar muito a criar sua persona. Isso porque, depois que as pessoas conhecem o que você oferece, elas comentam sobre o produto/serviço.
Você já ouviu falar sobre Minimum Value Product? O Produto Viável Mínimo (MVP, na sigla em inglês) é essencial para você entender a percepção das pessoas com a solução que você apresenta. Ele não é o seu produto completamente pronto, é como se fosse uma amostra daquilo que você ainda fará.
A importância de você começar com mínimo possível é que você consegue interagir com quem experimentou sua amostra e pode analisar qual é o perfil dessas pessoas. Assim, você consegue criar uma persona para seu negócio com base em quem conheceu a proposta do seu produto/serviço.
Conclusão
Pensar em uma estratégia com personas, irá ajudá-lo a se identificar melhor com o seu público. Assim, você consegue perceber as dores e resolver os problemas de seus clientes com mais eficiência.
Os resultados desse tipo de estratégia incluem uma melhor experiência para o usuário e um comprador mais engajado para o seu negócio. Por isso, lembre-se de sempre criar sua persona para que seu marketing seja completo e consiga atingir todos os objetivos iniciais do seu produto ou serviço.
Independentemente se você já tem clientes ou não, percebeu que é possível criar sua persona. Por isso, não deixe de aplicar essa estratégia nos seus negócios.
Fonte: Hotmart