Posted by Dayane Iglesias |


Marketing Olfativo é um recurso de Marketing Sensorial - estratégia recorrente às campanhas de marketing afim de criar um vínculo emocional entre clientes e marca. 
Sua aplicação pode acontecer em Pontos de Venda, Campanhas de Marketing e Propaganda ou através de produtos perfumados.
Não por acaso, no Brasil, este tipo de ferramenta tomou os pontos de vendas, sendo uma ferramenta quase que exclusivamente utilizada no varejo. Afinal, são nesses locais onde clientes e marcas conversam. A atmosfera¹ ambiental favorece a interação dos consumidores aos produtos expostos. Aumentando os pontos de contato, ou seja, integrando mais um sentido (o olfato) , melhor será a percepção daquele cliente sobre os valores da marca.
Integrar uma fragrância ao ponto de venda ou associá-la a uma marca é praticar Marketing Olfativo. Para tanto, essa mensagem deve estar alinhada às estratégias de marketing da marca e corresponder às expectativas do target. 
Sendo assim, o aumento de vendas pode acontecer em duas frentes: Comportamentos favoráveis ao consumo ou Lembrança positiva da marca através de uma boa experiência de consumo.
Para entendermos o diferencial em trabalhar uma fragrância como mensagem a ser transmitida é necessário estudar os estimulos por ela causados e quais são as respostas e comportamentos a eles.
O cheiro é capaz de estimular certas áreas do nosso cérebro responsáveis por criar emoções e memórias. Ao sentir uma fragrância, o olfato envia mensagens instantaneamente para o nosso sistema límbico, a parte do cérebro onde sentimos emoções, luxúria, percepção e imaginação. O resultado é imediato. O consumidor consegue associar o cheiro da fragrância à marca. Assim, torna-se possível desenvolver laços e memórias que podem ser trabalhados neste relacionamento com o cliente.

Marketing Olfativo no Varejo:

Através da aromatização de um ponto de venda, por exemplo, é possível estimular o bem-estar do consumidor e a qualidade do ar, transformando o ambiente em um lugar mais agradável. Assim, aumenta-se o tempo de permanência do cliente no local e estimula-se o desejo de consumo. Quanto maior a permanência do cliente na loja, maior a probabilidade de compra. Uma fragrância, em harmonia aos demais elementos que compõem a atmosfera do ponto de venda (ambientação, elementos visuais, sonoros e táteis), proporciona uma melhor experiência de consumo, fortalecendo a lembrança positiva sobre a marca.



Marketing Olfativo em Campanhas:

O cheiro pode também incorporar campanhas publicitárias e eventos, como uma forma de chamar e reter a atenção do público. Suas aplicações vão de anúncios perfumados em revistas ou peças publicitárias em comunicações dirigidas à dispersão de fragrâncias em intervenções para anunciar um novo produto. Tintas com cheiro, tiras de papel aromatizadas ou aromatização do ambiente da campanha ou evento são capazes de influenciar o comportamento e desenvolver laços entre o consumidor e a marca.
Veja um exemplo da utilização do Marketing Olfativo em uma campanha da Dunkin' Donuts

http://youtu.be/DxS803Bu_dE


Marketing Olfativo em Produtos:

aromatização de produtos pode ir muito além de velas perfumadas e cosméticos. Ao aromatizar produtos ou embalagens é possível criar um vínculo emocional com o consumidor e, mais do que isso, levar a marca, através de uma fragrância, para o dia a dia dos clientes.
Exemplo disso são empresas automobilísticas, que desenvolveram fragrâncias específicas para lembrar o cheiro de carro novo. Um signo que extrapola os atribuitos comuns do produto e permite interpretações decisivas para compra. Aromatizar produtos também é uma prática comum em brinquedos infantis, como as bonecas Moranguinho™ e, há pouco tempo atrás, brinquedos com aromaterapia, onde os aromas de alecrim e erva-doce transmitem sensações de calma e tranquilidade, favorecendo o aprendizado dos pequenos.
Além disso, é possível desenvolver extensões de marca através de produtos com fragrâncias específicas que reflitam o universo de cada marca. Dessa maneira, gera-se novas fontes de renda e amplia-se o público-alvo da mesma. Bons exemplos podem ser encontrados no mercado de luxo, em grifes de alta-costura. Marcas como Chanel, Dior e Givenchy, por exemplo, são tão conhecidas por suas roupas, quanto por seus perfumes e cosméticos que, atualmente, geram maior lucro do que itens de vestuário em si. Tal estratégia auxilia a ampliar a divulgação e público-alvo da marca, além de fortalecer a imagem da mesma. 



Em um mercado tão competitivo, onde diversos concorrentes atuam em veículos e campanhas diferentes, nosso know-how pode te auxiliar a ter o diferencial necessário para se destacar. O Marketing Olfativo entra como ferramenta de comunicação para complementar as estratégias de marketing empregadas por sua empresa.