Posted by Dayane Iglesias |

Integração com as mídias sociais reflete em aumento de público para a loja virtual. Contudo, é preciso que o lojista ou o responsável pela alimentação das mídias do empreendimento se prepare para estabelecer com o consumidor virtual um relacionamento que reflita no crescimento das vendas na loja.
Isso significa que além de estar dentro das mídias, é essencial que o conteúdo trabalhado esteja de acordo com o seu segmento e o seu público para conquistar a preferência dos internautas consumidores. Por isso, seguem algumasdicas que podem alavancar sua loja virtual e conquistar mais clientes através de suas postagens:
O conteúdo relevante: Publicar aquilo que seu cliente considera interessante é a receita fundamental para atrair consumidores e direcioná-los à sua loja virtual. Para isso, é preciso conhecer muito bem o segmento trabalhado e divulgar aquilo que interessa e o que pode gerar mais tráfego para a sua loja. Entre os assuntos postados, evite termos técnicos, pois isso dificultará o entendimento dos que lêem; desenvolva informações de simples entendimento e que tenham caráter comercial para despertar a atenção e o interesse dos consumidores;
O conteúdo agradável: Além do conteúdo relevante que deve ser trabalhado, como informações de produtos e serviços referentes ao segmento, que tal levantar questões interessantes para despertar comentários e boas risadas? É interessante desenvolver com o público informações com cunho de entretenimento para que o internauta se sinta motivado em participar das postagens, assim como conhecer mais os serviços de sua loja virtual;
O conteúdo circunstancial: O conteúdo que se refere a situações e circunstâncias é muito bem-vindo quando tais ocasiões dizem respeito ao seu segmento e seu público. É possível postar, por exemplo, informações do lançamento de um produto muito aguardado da marca trabalhada em sua loja virtual; isso despertará o interesse de seu consumidor por aquela informação, levando-o a interagir para saber mais sobre o assunto;
O conteúdo promocional: Esse tipo de conteúdo é o favorito entre os consumidores virtuais. Postar informações de promoções e descontos em produtos/serviços de sua loja é uma grande motivação para que o internauta participe mais das postagens e se dirija à loja para consumir. Da mesma forma, realizar sorteios interessa muito ao público e o motiva a interagir mais.
Trabalhar com mídias sociais não é tão simples quanto parece, principalmente, quando o objetivo é fazer dessas mídias uma ferramenta eficaz no e-commerce. No entanto, o conteúdo é a base de tudo, por isso, aposte nessas dicas e desenvolva em seus perfis sociais um relacionamento diferenciado com os e-consumidores visando a ampliação de suas vendas online.
fonte: http://www.comercioeletronico.blog.br/
Posted by Dayane Iglesias |

A Argyle Social publicou um infográfico onde investiga o social commerce, considerado a grande revolução para o e-commerce em todo o mundo. 
Foram pesquisados 566 vendedores e 28 pontos para cada um deles para verificar a audiência e as estratégias de marketing. 

Audiência e lucro

Há grandes variações nos tamanhos de audiência no Facebook e no Twitter, diz o estudo. O mais interessante é que o tamanho da audiência não está relacionado com o lucro – os pequenos em geral têm mais seguidores que os grandes.

Integração

Permitir que as compras sejam feitas diretamente na página do Facebook parece uma estratégia vencedora. Entretanto, poucos colocam seus catálogos por lá e menos ainda conseguem fechar a compra. A conclusão óbvia: a maior parte das compras online ainda não é uma experiência social.
Call to action
Qualquer bom vendedor sabe que tem que chamar para a venda. Os vendedores de e-commerce são muito bons nos anúncios e e-mail marketing, mas não são tão eficientes para gerar resultados usando a mídia social – eles têm dificuldades para encontrar boas maneiras de chamar para a venda no ambiente social.

Ofertas

Embora poucos vendedores usem o recurso de ofertas especiais para um determinado canal, elas são muito poderosas e aumentam a viralização do conteúdo, mas ainda sofrem com limites técnicos graves. Mais que isso: são estas ofertas e conteúdo exclusivo que vão aumentar as suas comunidades. Um bom caso no Brasil, que tem merecido destaque são os perfis do Ponto Frio, tanto no Facebook quanto no Twitter.

Conteúdo de marca

Os vendedores sabem bem como promover seus produtos, mas ainda não encontraram sua voz própria nas comunidades maiores, que vão além do que vendem. A dica aliás, faz parte de todos os bons cursos de uso de mídia social para negócios. Mesmo assim, o uso ainda é restrito (cerca de 66% só publicam conteúdo próprio enquanto 35% sabem fazer curadoria de conteúdo).

Conclusões:

  • Consumidores ainda não confiam na mídia social das marcas – 55% dos consumidores não se sentem tranquilos ao fornecer suas informações de cobrança nos sites sociais.
  • Vendedores não aprenderam a se comportar “como gente” – Eles agem como lojas em vez de construir uma personalidade em torno de suas marcas. Mídia social exige personalidade (não apenas boas ofertas) para construir comunidade e confiança.
  • Os vendedores precisam construir estratégias para a mídia social – O ambiente da rede deve complementar o que já existe em sua loja e não substituí-la. Sem um objetivo claro de como a mídia social pode melhorar/aprimorar o seu negócio online, seus posts ficam vazios de sentido…
Posted by Dayane Iglesias |


Mundo S/A fala sobre a participação das empresas nas redes sociais. Tem cases interessantes como da Kit Kat, Halls Uva Verde e Estrela com o Ferrorama.


Como a avaliação do público pode mudar a imagem da marca em minutos, é melhor estar presente para saber o que estão falando da sua empresa. A Nestlé, por exemplo, viu o desejo do público de ter de volta o Kit Kat, e trouxe o produto de volta.


Veja o vídeo em:
http://g1.globo.com/globo-news/mundo-sa/videos/t/todos-os-videos/v/participar-das-redes-sociais-e-o-mais-importante-para-empresas-diz-especialista/1886174
Posted by Dayane Iglesias |

Uma nova pesquisa da NMIncite, revela que existem inúmeros fatores que motivam as pessoas a adicionar alguém no Facebook ou removê-la, apesar de que conhecer alguém na vida real é a principal razão citada (82%) e comentários ofensivos é a principal razão para alguém acabar com a amizade no Facebook (55%).


A pesquisa deixou claro uma coisa que sempre defendo , quanto mais agitada for sua vida real, mais agitada será sua vida online. Ninguém surge do nada, a não ser é claro, os Memes das vida. Essa lição serve para outras áreas como o SEO, para você obter um desempenho bom nas redes sociais você precisa mante-los fortemente no mundo real.


Tirar o bumbum da cadeira e ir eventos, visitar fornecedores, propor novas parcerias é muito melhor que virar uma máquina de twittar e postar no Facebook, se souber conciliar os dois seu retorno em Social Media será extraordinário.


A pesquisa indica que os homens são mais propensos a usar as mídias sociais para carreiras / networking e namoro – enquanto as mulheres usam as mídias sociais para uma saída criativa, para obter cupons / promos ou para dar um feedback positivo. Homens adicionam amigos com base em redes de negócios ou atratividade física e as mulheres são mais propensas a amizades já existentes na vida real ou removê-los devido a comentários ofensivos.


Abaixo está o infográfico descrevendo as várias razões para adicionar ou remover amigos no Facebook: