Posted by Dayane Iglesias |
Sucesso a Qualquer Preço: você sabe incentivar a equipe?
Segundo a revista americana Forbes, Sucesso a Qualquer Preço leva os executivos a pensar em como estão motivando (ou não) sua equipe. A história gira em torno de um grupo de corretores de imóveis que luta para manter seu emprego. Para incentivá-los, a empresa oferece três prêmios pelo seu desempenho: o primeiro é um Cadillac; o segundo é um jogo de facas para churrasco. O terceiro é a demissão. O elenco conta com pesos-pesados da sétima arte, como Al Pacino, Jack Lemmon e Alec Baldwin. Na pele do personagem Blake, um bem-sucedido corretor, o ator protagoniza um dos diálogos cinematográficos mais citados pelos homens de negócios – recheado de provocações e muito mais.
Título original: Glengarry Glen Ross
Diretor: James Foley
Ano: 1992

Como Enlouquecer seu Chefe: para romper a mesmice
Esta comédia é para os que precisam de um empurrão para virar a mesa ou, pelo menos, mudar a rotina, de acordo com a Forbes. Lançado no auge da bolha da internet, Como Enlouquecer seu Chefe retrata o cotidiano entediante e exaustivo dos funcionários de uma empresa de software. Peter, o protagonista, resolve fazer terapia para melhorar seu ânimo. Em meio às sessões, descobre que o problema é o seu trabalho. Para mudar de vida, decide forçar a empresa a demiti-lo e, por isso, passa a sabotá-la – mas suas ações não surtem o efeito esperado.
Título original: Office Space
Diretor: Mike Judge
Ano: 1999

O Gângster: como tomar espaço da concorrência
O Gângster é baseado na história real de Frank Lucas, interpretado por Denzel Washington. Oriundo de uma família pobre da Carolina do Norte, Lucas foi tentar a vida em Nova York, onde se tornou um dos maiores traficantes de heroína dos Estados Unidos nos anos 70. O filme é baseado em uma reportagem do jornalista americano Mark Jacobson. OK. É claro que se espera que os homens de negócios façam sua carreira – e suas fortunas – dentro da lei, mas o filme é estimulante por outro motivo. De acordo com a Forbes, trata-se de uma aula sobre como identificar e explorar as ineficiências do mercado para ultrapassar os concorrentes já estabelecidos.
Título original: American gangster
Diretor: Ridley Scott
Ano: 2007

O Equilibrista: quando é preciso realizar o impensável
O Equilibrista é um documentário que conta como, em 1974, Philippe Petit surpreendeu o mundo ao atravessar o vão entre as torres gêmeas do World Trade Center, em Nova York, por um cabo de aço suspenso a 411 metros de altura. O filme é baseado no livro do próprio Petit, To Reach the Clouds. É verdade que os executivos podem se identificar com qualquer equilibrista por muitos motivos, como a necessidade de satisfazer as demandas mais díspares ao mesmo tempo – da família ao chefe, passando pelos subordinados. A Forbes, por sua vez, destaca outra lição: além de um planejamento meticuloso, realizar algo fantástico só é possível com paixão e visão.
Título original: Man on wire
Diretor: James Marsh
Ano: 2008

Risky Business: como atender à demanda do mercado
Tom Cruise ainda tinha idade para fazer filmes adolescentes quando protagonizou Risky Business, no início dos anos 80. A comédia mostra os apuros em que seu personagem se mete quando resolve chamar uma garota de programa para uma noitada, aproveitando que seus pais foram viajar. O jovem acaba se envolvendo com a prostituta e suas amigas, a ponto de transformar sua casa em um local para que elas recebam seus clientes. Sim, há belas mulheres no filme e a distribuidora o recomenda para maiores de 16 anos. Mas, entre as trapalhadas do jovem Tom Cruise, estão boas sacadas de como identificar uma demanda de mercado e atendê-la com competência, segundo a Forbes. Para quem gosta de cálculos de taxa de retorno, o filme também é um belo exemplo. Custou 6 milhões de dólares e rendeu 63,5 milhões só nos Estados Unidos.
Título original: Risky Business
Diretor: Paul Brickman
Ano: 1983

Assassinato em Gosford Park: você se antecipa ao mercado?
Assassinato em Gosford Park é um belo filme de mistério, recheado de diálogos espirituosos e vários enredos paralelos. A história principal gira em torno do aristocrata Sir William McCordle, que abre sua propriedade para uma grande festa. Temeroso de que alguém queira matá-lo, tranca-se no escritório com uma faca no casaco. E há muitos convidados com motivos para assassiná-lo. Preste atenção, contudo, na governanta da mansão, interpretada por Helen Mirren. Para a Forbes, ela dá uma das melhores definições sobre como orientar os serviços para os clientes: “Eu sei quando eles sentirão fome, e a comida está pronta. Eu sei quando eles ficarão cansados, e sua cama estará arrumada. Eu sei disso tudo antes mesmo que eles o saibam.” Dá ou não dá vontade de saber o mesmo sobre seus clientes?
Título original: Gosford Park
Diretor: Robert Altman
Ano: 2001

Session 9: o cliente tem sempre razão?
Assista a este filme de luzes acesas – ou não. Um empresário quase falido e sua equipe de quatro funcionários aceitam uma proposta sombria: limpar um abandonado sanatório no interior de Massachusetts. Seria apenas uma questão de esfregões e água, não fossem os espíritos que perambulam pelos corredores. Incomodada com as inusitadas companhias, a equipe decide acelerar o trabalho e fazer o que tinha combinado em apenas uma semana, em vez das duas semanas inicialmente previstas. Para a Forbes, a vida dos executivos é isso mesmo: há clientes que causam arrepios. E a mensagem é: nem sempre os negócios são bons, mesmo que você esteja com a corda no pescoço.
Título original: Session 9
Diretor: Brad Anderson
Ano: 2001

A Felicidade Não se Compra: a importância dos colaboradores
Em A Felicidade Não se Compra, um pequeno empresário arruinado enfrenta problemas com os credores e está à beira do suicídio, quando é socorrido por um anjo, Clarence. Com a intervenção sobrenatural, o protagonista, George Bailey, percebe sua própria importância para muitas pessoas. Ao se dar conta disso, passa também a ser ajudado por outros personagens. Para a Forbes, o filme é um lembrete aos executivos: cultive sempre um grupo de colaboradores leais e comprometidos. Só eles poderão ajudá-lo nos momentos mais sombrios – ou, então, apele para os anjos.
Título original: It s A Wonderful Life
Diretor: Frank Capra
Ano: 1946

I.O.U.S.A.: uma empresa não é uma ilha
I.O.U.S.A é um documentário patrocinado, em parte, pela Peter G. Peterson Foundation. Peterson é um investidor bilionário que também atuou como secretário do Comércio dos Estados Unidos. O filme trata da preocupante crise fiscal enfrentada pelos Estados Unidos, fruto do forte desequilíbrio orçamentário da maior potência do mundo. Essa irresponsabilidade fiscal, segundo a película, atrapalha todos os aspectos do país – incluindo as empresas. Para a Forbes, trata-se de um alerta para os executivos: nenhuma empresa é uma ilha, e qualquer planejamento dos negócios requer uma profunda compreensão das forças que estão além das paredes do escritório.
Título original: I.O.U.S.A
Direção: Patrick Creadon
Ano: 2008

Cidadão Kane: o que conta para você no final?
Há clássicos que servem a vários propósitos, desde conferir uma revolução na linguagem cinematográfica até documentar uma época. Para os homens e mulheres de negócios, Cidadão Kane é um retrato da busca incansável de poder e riqueza – e de como o protagonista descobre o que é mais valioso na vida, segundo a revista americana Forbes. O personagem principal, Charles Foster Kane, dono de uma rede de jornais, foi inspirado em William Randolf Hearst. Seu grupo chegou a controlar 28 jornais, 18 revistas, uma produtora de cinema e cadeias de rádio nos Estados Unidos.
Título original: Citizen Kane
Diretor: Orson Welles
Ano: 1941
Fonte: http://portalexame.abril.com.br