Posted by Dayane Iglesias |
Fonte: Conceição Trucom

Você sabia? Que as frutas são o maior reservatório de energia solar (prana) da natureza? Que os brotos e folhas verdes são os alimentos mais ricos em fibras e clorofila?

Os sucos de frutas, brotos, legumes e hortaliças vêm ganhando espaço cada vez maior como uma alternativa de incluir vegetais frescos e crus na dieta diária.

Ricos em vitalidade, sais minerais, vitaminas, fibras, agentes de crescimento, clorofila e substâncias antioxidantes, eles têm ação alcalinizante, depurativa, adstringente e nutritiva entre tantas outras.

São alimentos vivos, que quando maduros, frescos e crus, são verdadeiros cúmplices para a conquista da harmonia física, energética e mental do ser humano.

São eficientes para desintoxicar, hidratar, tonificar os músculos e resgatar a vitalidade. Agem rapidamente no fortalecimento do sistema imunológico, ajudam na prevenção de inúmeras doenças e retardam o envelhecimento precoce das células.

Uma alimentação verdadeiramente saudável e natural deve ser composta por um mínimo de 50% destes alimentos frescos e crus.

Estes alimentos quando muito verdes, maduros, conservados ou cozidos já não apresentam a mesma vitalidade e poder nutricional.

Porém, isso não significa que se deve sempre trocar o prato de salada verde ou de salada de frutas por um copo de suco. A mastigação também é necessária e um certo tipo de apreciação dos alimentos.

Mas, o consumo diário de 1 até 4 copos de sucos desintoxicantes, é uma atitude extremamente saudável e sábia. Os sucos são uma alternativa de:
1) Colocar mais frutas e vegetais crus na alimentação. Com os sucos desintoxicantes, é possível reunir grande quantidade de nutrientes em uma pequena refeição. Na centrífuga ou no liquidificador, 2 cenouras + 1 laranja + três folhas de couve se transformam em 1 copo de suco, refeição esta que dificilmente faríamos se tivéssemos que mastigar.

2) Evitar gastos energéticos com a digestão de alimentos ineficientemente mastigados, fato comum na sociedade moderna.

3) Ingerir alimentos que tradicionalmente não costumam ser ingeridos crus, como a berinjela, o brócolis ou o inhame.

4) Ingerir alimentos que dificilmente fazem partem das nossas preferências, mas que misturados a outros acabam por serem agradáveis ao palato.

Preparado 100% no liquidificador, o suco costuma ficar bastante cremoso, já que o indicado é evitar diluições com muita água. Neste caso, o suco está concentrado em fibras, portanto indicado para aquelas pessoas que apresentam problemas crônicos de constipação, obesidade, glicemias e intoxicação.

Contrariamente, o suco preparado na centrífuga acaba sendo pobre em fibras, portanto indicado para pessoas que não têm problemas de intestino preso e que desejam somente fortalecer seu sistema imunológico ou acelerar processos de convalescença e cura.

Acredito que o uso conjugado do liquidificador e centrífuga é a forma que apresenta mais vantagens. Neste caso, deixo as frutas cítricas (algumas com a casca, como o limão), as folhas mais duras e as raízes para passar na centrífuga. O suco obtido na centrífuga é acrescentado no liqüidificador para bater os demais ingredientes como as frutas e folhas macias, os brotos e os legumes mais suculentos, como o pepino e o tomate.

O interessante é que dessa maneira as fibras dos vegetais são "quebradas", interferindo menos na absorção da clorofila, substância que confere a cor verde às plantas e é benéfica ao organismo humano. Resultado: aproveita-se a clorofila sem eliminar as fibras, também importantes.

Para tornar mais agradável o sabor destes sucos, principalmente onde entram legumes e folhas de sabor forte, recomendo acrescentar frutas cítricas como laranja, tangerina e limão, para dar um tom ácido, a maçã e a cenoura para dar um tom doce e o inhame para neutralizar sabores. Mas, não exagerar no número de ingredientes pois o sabor poderá ficar sem muita identidade.

Para que não percam seus efeitos terapêuticos, é fundamental que os sucos sejam consumidos IMEDIATAMENTE após o seu preparo.

ALGUMAS RECEITAS:
Cenoura e salsa  2 cenouras – 1 limão inteiro (polpa e casca) – 1 laranja - 2 talos de salsão – ½ maço de salsa (talos e folhas).
Benefícios: o alto teor de sódio atua no combate ao envelhecimento da pele e ajuda na eliminação de toxinas. Ingerido com freqüência, auxilia as funções dos rins, ajuda a dissolver cálculos renais e a prevenir hepatite. Age também como diurético natural.

Maçã e brócolis  2 maçãs – 1 laranja – 1 limão inteiro (polpa e casca) - 2 folhas de brócolis - 2 hastes com flor de brócolis.
Benefícios: tem grande quantidade de minerais e substâncias antioxidantes, que evitam a formação de radicais livres, ajudando a diminuir os efeitos do envelhecimento e o aparecimento de doenças degenerativas, como o câncer. Age também como auxiliar na prevenção de anemia.

Couve e cenoura  4 folhas de couve - 4 cenouras – 2 tangerinas.
Benefícios: rico em minerais e vitaminas do complexo B, auxilia na prevenção do câncer, facilita o metabolismo das proteínas, carboidratos e lipídios, além de ser um agente anti-stress natural. Ajuda também a melhorar a aparência da pele do rosto.

Regulador  1 cenoura média - 2 talos de salsão – ramos de hortelã – suco de 1 limão – água para diluir.
Benefícios: age como regulador das funções orgânicas. Indicado também para mulheres em fase de amamentação, pois ajuda na produção de leite. Rico em betacaroteno, auxilia na prevenção do câncer.

Refrescante  1 tomate grande maduro e picado - meio pepino picado - 1 talo de aipo ou salsão picado - 1 laranja – 1 limão.
Benefícios: o pepino é um agente refrescante natural, perfeito para os dias de calor. Ajuda a diminuir o inchaço causado pela tendinite. Também é indicado para quem tem queda de cabelo e precisa fortificar os fios.

Mas a diferença está na consciência! Todos me pedem receitas e, resisto em passá-las. Penso que as receitas são o ÚLTIMO passo deste trabalho de esclarecimento. Peço que não se enganem.

Sem dúvida alguma, os alimentos vivos são os nossos maiores cúmplices para a conquista da saúde em todos os níveis de nossa existência. Entretanto, a decisão interna por desintoxicar-se, desapegar-se de todos os escudos e coisas velhas (crenças, paradigmas, padrões, modelos, condicionamentos, etc.) é o que irá determinar o verdadeiro sucesso deste projeto de crescimento.

Não adiantam as “receitinhas” sem a decisão interna para nos manter disciplinados, determinados e motivados, portanto assertivos quanto aos novos hábitos e atitudes.

O ser humano insiste em fórmulas rápidas para sair de suas prisões. Fantasia! Estas fórmulas não existem.

Este é o motivo pelo qual em meu livro “Alimentação Desintoxicante”, primeiro falo, em vários capítulos, da filosofia do que realmente significa Desintoxicar-se, trazendo à consciência:
1) Os motivos pelos quais tanto nos apegamos aos nossos lixos, escudos, travas, medos, sabotagens, etc;
2) As conseqüências que tais toxinas trazem à nossa saúde em todos os níveis: físico, mental, emocional e espiritual;
3) As dificuldades que trazem ao nosso crescer, conquistas e futuro;
4) Como funcionam as engrenagens que dificultam as nossas transformações e
5) As diversas formas, além dos alimentos, de trabalhar esta limpeza e mudança de atitudes, e que devem ser usadas em paralelo aos sucos, sopas e chás desintoxicantes.

Aí sim, as receitas têm toda a chance de funcionar com muito sucesso, porque haverá uma sinergia entre a cumplicidade dos alimentos vivos e a consciência do que desejamos limpar e, onde chegar.

Aí sim, o milagre da vida poderá acontecer. Com muita limpeza e luz na consciência.

Conceição Trucom – autora do livro Alimentação Desintoxicante – Editora Alaúde.
Reprodução permitida desde que citada a fonte.

Conceição Trucom é química, cientista, palestrante e escritora sobre temas
voltados para o bem-estar e qualidade de vida.

Visite seu Site no STUM e o www.docelimao.com.br
Email: mctrucom@docelimao.com.br